Buscar em:

Clínica Veterinária São Francisco

BLOG




Faisca
02/01/2019 - Contos


Há um ano e meio te encontrei... junho de 2017... fazia muito frio e lembro que ainda chovia muito.

Estava perdido e escondido atrás de um banco de cimento em frente ao Ciro Lanches.

Talvez outras pessoas até viram que havia um cachorrinho lá, mas ninguém teve a coragem de te resgatar e tentar lhe ajudar a encontrar sua casa.

Coincidentemente eu tinha uma caixinha de transporte comigo🙈 e adivinha te levei pra casa naquela noite fria e chuvosa.

Estava assustado, como qualquer um estaria em seu lugar, pois abandonado, perdido, com fome e frio, com certeza só estava tentando se defender dos belos humanos que chegassem perto de ti, e te compreendo perfeitamente meu pequeno Faísca.

Aparentemente estava bem, foi pra casa comigo e o tio Cleiton, tomou um banho quentinho, comeu um prato de patê ☺️ e foi fazer um soninho quentinho e protegido da rua.

Lembro que o no dia seguinte viemos pra clínica e examinamos tudo e não havia nada de dodói, só estava um pouco magro... mas isso logo logo mudar.

Mas tbem lembro que está magreza te facilitava as fugas durante 10 dias da clínica pelas janelas e pelas grades da clínica ... e lá se ia aquele cachorrinho passear pelas ruas, ou quem sabe tentar reencontrar sua família 😔 mas, ele sempre voltava pra clínica no fim do dia, principalmente quando ouvia o alarme se acionar... bem espertinho esse menininho... quer dizer esse velhinho, é porque ele era tão velhinho, que só tinha 4 dentinhos que o ajudavam a se alimentar, por isso ele adorava patê e ração de filhotes.

Te cuidamos, te protegemos, te demos um lar, te demos dois manos, a Chica que te adorava e o Top que era um ciumento quando você estava por perto. Divulgamos sua foto para ajudar a encontrar a sua família, mas nunca ninguém apareceu...ainda bem que ninguém apareceu, porquê eu já havia me apaixonado por você... meu veinho ranzinza que adorava brincar com a Chiquinha Maria e latir para as pessoas quando iam embora da clínica... Faísquinha, o nome perfeito para quem adorava fugir igual a uma faísca, quando nos dávamos conta, cadê o Faisquinha ?... escapou pelas frestas do portão... mas depois de alguns dias... o patê começou a fazer efeito e as frestas do portão ficaram estreitas☺️... aí não houve mais tentativa de escapar e você adotou nossa família para cuidar de você no fim de sua vidinha 😔.

É... infelizmente no fim da sua vidinha... porquê hoje depois de um ano e meio... você nos deixou para não sentir mais medo de alguns seres humanos, medo dos malditos fogos de artifício que ajudaram a você se assustar e a descompensar seu velhinho coraçãozinho, mesmo medicado e com todos os cuidados possíveis e todo amor que eu sentia por você... você preferiu ir descansar e brincar em lugar que não existe maldade, não existe esses 😡 😢malditos fogos de artifícios 😡😭e não existe dor.

Hoje só sinto uma tristeza e uma saudade que já está doendo... mas sei que está bem e que você já está com as minhas Lili, Laila, Sophia e muitos outros correndo e brincando com a proteção de quem ama os animais mais do que eu.

Que São Francisco continue te cuidando, pois você era um veinho ranzinza muito querido e muito amado.

Feliz por ter tido a chance em te cuidar, te proteger e ter ganhado o seu amor meu eterno Faísquinha.


Enviar comentário







VEJA TAMBÉM